Será que todo o exemplo vale a pena?

Home / Blog / Será que todo o exemplo vale a pena?
Será que todo o exemplo vale a pena?

Eu amo livros! É uma das partes da infância das minhas filhas que mais me diverte. Leio histórinhas sempre que posso e temos o ritual de antes de dormir. Adoramos a quinta-feira quando acontece a biblioteca circulante da escola e chega livro novo em casa. E agora, inventamos uma brincadeira: estamos lendo os livros na ordem em que eles estão guardados na estante. Assim redescobrimos histórias que vão ficando escondidas entre os preferidos. Com tudo isso, observo que minhas filhas aprenderam a gostar de livros também. Essa é uma ótima história de como o exemplo deu certo.

Aí vem as frutas… Como já confessei por aqui, elas não são meu alimento preferido. Sou fresca, só como se estiverem cortadinhas, limpinhas. Pensei: por que, raios, eu é que tenho de dar o exemplo quando o assunto são frutas? As garotas, lógico, vão notar minha resistência, saber que estou fazendo aquilo meio forçado. Já meu marido, degusta a fruta com respeito. Lava com carinho, morde com amor, não se importa com a meleca toda, apenas com o sabor. Por isso, aqui em casa decretei que no departamento livros, eu cuido. E a fruteira fica com ele. Elas vão gostar de ler, de frutas e serão pessoas ótimas!

Moral do post: nem sempre dar o exemplo resolve tudo. Se o exemplo é forçado, não vem naturalmente, a criança saca isso rapidamente. Às vezes vale a pena deixar o exemplo para os outros…

beijos

Mônica

7 thoughts on “Será que todo o exemplo vale a pena?

  1. Olá meninas
    Meu nome é Karine, sou coordenadora da marca Milon e gostaria que vocês conhecessem o nosso blog que foi lançado este mês.
    É um blog que tem como objetivo trocar informações com mães antenadas, por isso entrei em contato com vocês.
    Gostaríamos muito que vocês dessem uma passadinha por lá e nos falassem o que acharam. Essa troca de ideias sempre é importante para um melhor desenvolvimento.

    blog.milon.com.br

    Um beijo grande
    Karine

  2. Concordo, meninos.
    Não dá pra sermos exemplo em tudo. Ninguém é perfeito, né? Não adianta forçar a barra…

    quer dizer, a única barra q eu forço é com o feijão. Não gosto, mas sempre falo pro Arthur..”hummm..que delicia esse feijãozinho!!” hahahaha mentirinha inocente, né? não posso passar pra ele esse péssimo hábito de nao gostar de feijão. Até q tem dado certo. Ele adora feijão! Cata carocinho por carocinho…hahahhha

    bjao
    Flavia

  3. Mô,
    Adorei o post. mas fiquei me analisando e tenho cá um certa desconfiança que sou a anti-exemplos. Veja bem gosto de salame, mortadela, Cheetos… gosto das frutas na casca, fazendo meleca. E marido tb não é lá essas coisas com as frutas e adora um embutidozinho. Já com os livros…
    beijos,
    Patricia

Deixe uma resposta para Anne Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.